Considerações Preliminares Sobre Música

    Falar sobre música sempre é um assunto que demanda muito cuidado e oração, pois estaremos lidando com um dos maiores instrumentos de Deus para levar o pecador aos pés da cruz, bem como um dos instrumentos mais utilizado por Satanás para causar discórdia e mesmo perverter o povo de Deus, por isso sou levado a mais uma vez afirmar que temos que viver por principio e não por regras, pois somente quando aprendermos a seguirmos os princípios claros e universais que são colocados na Bíblia é que poderemos ficar livres dos ardis do inimigo.

    Bem sabemos que as regras são mutáveis, porém os princípios estabelecidos por Deus estes permanecem e servem para todos os aspectos de nossa vida, por isso ao pensarmos em quais músicas devemos ouvir e cantar devemos pensar nos princípios e não nas regras, assim avaliemos nossas músicas com as orientações da Bíblia e não somente da cultura:

"Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama; se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento." Fil. 4:8

"...ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para a glória de Deus." I Cor. 10:13

"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. ..."I Cor. 6:12 a

"...nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça."Rom.14:21b

    Aqueles que vivem por principio sabem discernir além do certo e do errado, eles conseguem vê o que e conveniente ou não, sabem quando avançar, parar e até mesmo recuar e ainda assim ser vitorioso.

    Só os que vivem por princípios alcançam a maturidade pois os maduros pensam nas conseqüências que seus atos trarão para si e para os outros.

Filosofia da Música Adventista

    Como princípios gerais, a Igreja Adventista tem votado os seguintes itens acerca da música e seus propósitos:

A Música deve:

  1. Trazer glória a Deus, e ajudar-nos em adoração aceitável a Ele.  
  2. Enobrecer, elevar e purificar os pensamentos do cristãos.
  3. Influenciar efetivamente o cristão no desenvolvimento do caráter de Cristo em sua vida e na de outros.
  4. Conter letra que esteja em harmonia com os ensinos escriturísticos de Cristo em sua vida e na de outros.
  5. Revelar uma compatibilidade entre a mensagem transferida por palavras e a música, evitando-se mistura do sagrado com o profano.
  6. Fugir a exibições teatrais e com ostentação.
  7. Dar primazia à mensagem da letra, que não deve ser sobrepujada pelos instrumentos musicais que acompanham.
  8. Manter ponderado equilíbrio dos elementos emocionais, intelectuais e espirituais.
  9. Jamais comprometer elevados princípios de dignidade e superioridade em esforços rasteiros para alcançar as pessoas descendo até onde elas estão.

"Há pessoas que estão prontas a fazer uso de qualquer coisa estranha, que possam apresentar como surpresa ao povo...Nunca devemos rebaixar o nível da verdade, a fim de obter conversões, mas elevar o pecador corrupto à alta norma da Lei de Deus."

Evangelismo, 137

10. Ser apropriado para a ocasião, para o ambiente e para o auditório a que se destina.

Música Sacra

Que é Música Sacra?

    "Há diferentes opiniões a respeito do que seja música sacra. Tradicionalmente entende-se por música que não lembra a música do mundo e que desperta sentimentos de religião, espiritualidade, santidade e adoração a Deus. (...) Deve ser lembrado que uma música não se torna sacra simplesmente porque é composta para ser tocada na igreja, e nem só porque é tocada na igreja." Instituto Batista de Educação Religiosa da Convenção Batista do Estado de São Paulo, Música e Louvor, p.22.

Convém saber, que toda a música sacra é religiosa, mas nem toda música religiosa é música sacra.

Uma música não é considerada sacra apenas porque o seu autor é um cristão, a sua letra fala de Cristo, ou porque pertence ao repertório de alguma Religião. Ela deve ser santa em si mesma, porque música sacra, é música santa.

Principais Características da Música Sacra

  1. Promove uma correta visão de Deus, de Sua justiça e de Seu amor.  
  2. Sua letra deve comunicar uma mensagem bíblica doutrinária, de gratidão, e/ou de louvor ao Nome do nosso Criador.
  3. Não desperta sentimentos humanos do passado ou do presente, vividos em experiências alheias aos propósitos da Salvação.
  4. Impulsiona a viver por Cristo e para Cristo.
  5. Não lembra a música secular em quaisquer de suas formas.
  6. A letra deve ser uma oração, e por conta disso, todo o seu conteúdo deve ser bem claro para merecer um AMÉM no final.
  7. Os elementos musicais são subalternos aos elementos religiosos em toda sua composição.
  8. Sua forma musical deve comunicar Espiritualidade.
  9. Desenvolve no pecador, uma correta visão de si mesmo e do seu estado pecaminoso.
  10. Conscientiza o pecador da importância do sacrifício na cruz em seu favor, e desenvolve a sua fé.
  11. Desperta e desenvolve os sentimentos religiosos que motivam a reverência e a adoração ao criador.
  12. "A música deverá não ter nenhum outro alvo ou objetivo senão a glória de Deus e a recreação da alma." Bach.

Principais Elementos da Música

    "Embora a música seja, em si mesma, um Dom de Deus, ainda assim ela obedece às leis da ciência. Os elementos principais da música são: Melodia, harmonia, ritmo e forma.

MELODIA é a organização simples de uma série de sons musicais. É também o elemento básico sobre o qual a música é composta e a principal fonte para a identificação.

HARMONIA é a combinação de sons ouvidos simultaneamente e em geral conhecidos como acordes. Há a possibilidades de um número sem fim de combinação de sons; por isso a harmonia serve para expressar e projetar diferentes estados da alma.

RITMO é tudo que diz respeito à duração do som. É a combinação dos grupos de pulsações (batidas) de diferente duração. O ritmo é o elemento musical mais forte do apelo emocional causado pela música, o que mais prende a atenção.

FORMA é o modo pelo qual se organiza a melodia, a harmonia e o ritmo. Uma boa forma proporciona a unidade básica para a mensagem a ser apresentada através da composição musical."

Instituto Batista de Educação Teológica da Convenção Batista do Estado de São Paulo, Música e Louvor, p. 23.

Conselhos Sobre o Uso da Música na Igreja

"Há pessoas que estão prontas para fazer uso de qualquer coisa estranha, que possam apresentar como supremo ao povo... nunca devemos rebaixar o nível da verdade, a fim de obter conversões, mas precisamos elevar o pecador corrupto à alta norma da lei de Deus." Idem, p. 137.

"Os que fazem do cântico uma parte do culto divino, devem escolher música apropriada para a ocasião, não notas de funeral, porém melodias alegres, e todavia solenes." Ellen G. White, Evangelismo, Casa Publicadora Brasileira, p. 508.

"Quando seres humanos cantam com o espírito e o entendimento, os músicos celestiais apanham a harmonia, e unem-se aos cânticos de ações de graça." Ellen G. White, Obreiros Evangélicos, Casa Publicadora Brasileira, p. 357.

"A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos uns aos outros, com salmos, hinos de cânticos espirituais; cantando ao Senhor com graça em vosso coração." Paulo, Colossenses, 3:16.

Texto compilado do Site br.geocities.com/carlos2_br